Jogos para animar festas infantis: aniversário de 2 anos

Planejar uma série de jogos é uma boa ideia para que os adultos possam conversar e para que as crianças não fiquem entediadas. Nesta idade, os pequenos já são bastante ativos, assim sendo, se não os distrair, pedirão que os pais brinquem com eles.

No aniversário de dois anos é provável que haja mais crianças.

Se o bebê de vocês começou a estudar no jardim, talvez tenham convidado alguns dos seus coleguinhas. No entanto, nesta idade ainda não podem ficar sozinho, assim sendo, os pais terão que estar presentes.

Durante os jogos é importante contar com a ajuda de um ou mais adultos.

Além do mais, recomenda-se que os jogos não sejam competitivos. A ideia é os manter entretidos no jogo para evitar que se entendem e também para que estejam concentrados em um único lugar. Se alguma criança não quer participar, não se preocupem: é perfeitamente normal nessa idade. Uma dica é perguntar de hora em hora se não quer participar, porém sem o pressionar.

Indicações de jogos para esta idade:

O jogo do pacote: um clássico da infância que consiste em ir retirando camadas do pacote, descobrindo as diferentes surpresinhas.
O jogo das estátuas: outro clássico, porém mais energético; coloque uma música para pular e dança, e quando a música parar, as crianças devem se congelar como estátuas.
O jogo da almofada: o clássico jogo da cadeira na versão para os mais baixinhos. Também requer música, e si tem, ao invés de almofadas, pode usar cadeirinhas.
O mestre mandou (adaptado): o jogo de obedecer o que diz o mestre da rodada.

Você por estar interessado

O quarto do bebê

Passaram os primeiros meses de vida e decidiram que é hora do bebê ter o seu próprio quarto. Saibam tudo o que é preciso para que a decoração infantil não afete o sono do seu filho e que seja um espaço seguro

O quarto das crianças é um espaço pessoal e ali passarão várias horas por dia.

A possibilidade de dar ao seu bebê o seu próprio dormitório tem duas principais vantagens:

  • Favorece a independência da criança.
  • Os pais recuperam o seu próprio espaço.

No entanto, entre tantas opções para decorar espaços infantis não devemos deixar de lado que o quarto será basicamente um lugar de descanso.

Por esta razão, o ideal é que este ambiente seja:

  • Aconchegante
  • Estimulante
  • Seguro
  • Agradável
  • Funcional

Sobre as cores

A decoração e as cores influenciam diretamente no sono das crianças. Uma má escolha pode gerar pesadelos noturnos, principalmente entre os dois e cinco anos de idade. O melhor então é optar por tons pastéis.

Sobre a iluminação

Recomenda-se utilizar uma iluminação indireta e suave para que ajude a conciliar o sono do bebê e não o deixe alterado quando acordar ou quando requeira atenção durante a noite. Um ponto importante na escolha dos artefatos de luz é a segurança.

Não é indicado o uso de luminárias de pé, já que se transformam em riscos para o primeiro mês do bebê. No caso de usar abajur, deve estar longe do alcance das crianças e com o fio oculto. É preciso prever que as lâmpadas fixas, tanto as que ficam pregadas na parede quanto as penduradas no teto, não podem ser alcançadas se a criança se coloque de pé na cama ou numa cadeira.

Sobre os móveis infantis

É bom contar com uma poltrona ou cadeira de balanço nos primeiros meses, seja para descansar, dormir ou alimentar o bebê.

Ao que se refere ao berço, quando o bebê já tenha um ano de idade, não esqueçam de controlar a altura das barras, pois se chega a altura do abdômen, a criança pode cair.

Cantinho dos jogos

Quando já estejam maiores, pode-se preparar um cantinho dentro do quarto para os jogos. Mas o recomendável é que os brinquedos não invadam todo o dormitório.

Você por estar interessado