Confirmando uma gravidez de múltiplos

Nos dias de hoje, é muito estranho escutar que os pais descobriam apenas no momento do nascimento que esperavam dois filhos ou mais, como acontecia no passado. Devido fundamentalmente ao controle médico sistemático, na atualidade, as gestações de múltiplos são descobertas muito antes do parto.

Se em seu histórico familiar você conta com antecedentes de gêmeos, ou se você utilizou tecnologias reprodutivas para chegar à gravidez, é importante fazer o diagnóstico de uma possível gestação de múltiplos desde o começo. Além do exame e do histórico médico completo, o diagnóstico pode ser realizado mediante vários métodos:

  • Exame de sangue para diagnosticar uma gravidez. Os níveis gonadotrofina coriônica humana (hCG) podem ser bastante elevados nas gravidezes de múltiplos.
  • Alfafetoproteína. Os níveis de proteína liberados pelo fígado do feto e encontrados no sangue da mãe podem ser altos quando mais de um feto está produzindo a proteína.
  • Ultrassonografia. É o método que dá o diagnóstico certeiro de que se trata de uma gravidez dupla, identificando inicialmente dois sacos gestacionais e nos meses seguintes as diferentes estruturas fetais. A realização da ultrassonografia no início da gravidez é o principal motivo pelo qual o diagnóstico desse tipo de gestação é muito precoce atualmente.

Confirmado! Você está esperando mais que um!

A confirmação médica de que você está esperando mais de um bebê assusta. Em geral, a notícia surpreende a grávida e ao seu par tanto ou mais que aos demais. Gera incertezas, dúvidas e preocupações.

Cuidados especiais, gastos mais elevados do que o previsto na gravidez, e na vida inteira! Maior risco e, logo, mais trabalho. Não se preocupe, você não é a única que se sente assim.

Consulte todas as suas dúvidas e medos com seu médico. Estar informada é o primeiro passo para estar tranquila. Também é recomendável buscar informação e entrar em contato com outras mães de bebês múltiplos, que poderão contar como é a vida real em uma família com vários bebês. A experiência dos que já passaram por esse caminho costuma ser muito útil e tranquilizante.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado