Deixar de fumar na gravidez

Abandonar o cigarro durante a gestação é uma tarefa que corresponde tanto ao pai quanto a mãe. Ambos são responsáveis pela nova vida que vem e devem deixar de fumar para contribuir para a boa saúde e o desenvolvimento saudável do bebê.

Mamãe, eu te ajudo!


Durante a gestação, o organismo da mulher será um grande aliado para superar o vício do tabaco. Com as mudanças hormonais, se produz uma alteração no olfato que potencializa os odores do ambiente. Como consequência, é muito provável que o cheiro do cigarro se torne incômodo. Além disso, as náuseas e vômitos da gravidez diminuem a vontade de fumar.

Um plano ideal para parar de fumar


Outra alternativa para não fumar é seguir um programa criado por especialistas em tratamentos para deixar o cigarro. Basicamente, trata-se de seguir estes 6 passos:


1. Anote cada vez que você fumar:
• Em que situações fuma
• Alternativas, ou seja, o que você pode fazer em vez de fumar
• Estabeleça um plano

2. Escreva suas razões para querer parar de fumar
• Ao menos uma razão para você e uma para o bebê
• Calcule quanto dinheiro você economiza se parar de fumar e em que pode usar esse dinheiro.

3. Estabeleça objetivos
• Escreva em um papel como fará para conseguir
• Lembre-se das razões pelas quais quer parar de fumar
• Consulte seus objetivos com frequência para lembrar-se deles

4. Decida em que dia vai parar. Escolha um dia que seja importante e não mude essa data
• Peça aos fumantes que tenham consideração e que não fumem perto de você

5. Prepare-se bem
• Faça algo para você e pelo bebê (exercícios de relaxamento, natação, passeios, banhos, idas ao cinema)
• Averigue quais situações ou pensamentos põem em perigo o seu plano de parar de fumar. Se existe algum, elimine-o ou busque formas de reagir contra ele
• Não se renda, ainda que não resista e fume um cigarro

6. Você parou de fumar
• Parabéns por ter parado de fumar
• Lembre-se do porquê queria fazer isso
• Como você acha que o seu bebê se sente agora?
• Proteja-se e crie um ambiente que te proporcione segurança e bem-estar
• Se você sente estresse ou ansiedade, é um sinal de que o seu corpo está se adaptando a falta de nicotina
• Tenha ao alcance das suas mãos frutas ou água, para quando aparecer a vontade de fumar
• Pratique exercícios regularmente
• Utilize sua energia positivamente. Está tudo preparado para o bebê?
• Você já começou a construir um bom futuro para você e para o bebê, é isso que importa.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado