Dor abdominal pélvico na gravidez

À medida que sua gravidez avança, aumentam as doenças causadas pelo ganho de peso e a preparação de seu corpo para o parto. É o caso desta síndrome, que consiste em um conjunto de dores e doenças na parte inferior do tronco.

Os sintomas da síndrome abdômino-pélvica são:

  • Dores acima do pubis.
  • Dores na região da lombar e do sacro (lombar baixa)
  • Impotência muscular, que leva a o denominado “andar de pato” ao caminhar.

Estes sintomas são frequentes no terceiro trimestre de gravidez e obedecem a uma causa comum. A separação de ambos os ossos do púbis, como parte da preparação para o parto, leva a mudança de outras articulações da pélvis, e, como consequência, um transtorno doloroso.

O tratamento pode requerir medicação via oral, injeções na articulação com remédios anti-inflamatórios, ou, inclusive, o engessamento da pélvis. As dores melhoram depois do parto em tempo variável.

Você terá que distinguir estas dores de outros transtornos dolorosos do abdômen baixo, que podem estar relacionados às complicações da gravidez. Por isso, é necessário que, diante da aparição destes sintomas, você consulte seu médico a fim de confirmar o diagnóstico e avaliar as melhores medidas para a sua situação.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado