Escolhendo o carrinho certo

O carrinho do seu bebê vai ser muito importante para vocês e para ele, afinal, será o meio de transporte dele e será muito útil para quando queiram sair, seja a passeio ou para resolver alguma demanda cotidiana. Confira alguns conselhos para lhe ajudar a escolher.

Quando saiam para comprar um, encontrarão uma grande variedade de modelos de diferente tamanhos, materiais, cores e peso. Com o passar do tempo, novos modelos vão surgindo para se adaptar as mais distintas necessidades, por isso é importante que vocês escolham o que melhor se adapte às suas e ao seu estilo de vida.

O principal que devem levar em conta é o uso que lhe darão e a idade do seu bebê. Por exemplo, para os recém-nascidos é preciso um que tenha um bom acolchoamento e possa reclinar, pois assim o pequeno estará mais protegido e cômodo.

Decidindo juntos


Vocês precisam analisar quais são as características que necessitam. Para decidir o tamanho levem em consideração o espaço que possuem em casa, os lugares onde costumam ir e o tamanho do bagageiro do seu carro. Se precisam subir e descer escadas, por exemplo, é melhor optar por um mais leve, geralmente feito de alumínio e se viajam de transporte público, uma boa opção são os que se dobram facilmente.

É certo que vão necessitar muito de um carrinho nos primeiros anos, assim que este deve oferecer segurança e comodidade não apenas para o bebê como também para os papais. Por este motivo, recomenda-se que olhem a qualidade e a resistência de cada carrinho. Os reclináveis são uma boa opção, já que podem ser adaptados de acordo com o crescimento do pequeno.

O mais importante: a segurança do bebê


Outro fator a levar em consideração é a segurança. Todo carrinho deve contar com um cinto de segurança para que não haja perigo do bebê cair ou deslizar. As rodas devem ter travas de segurança. Para um passeio suave e segura é aconselhável que disponha de uma base larga para dar estabilidade e rodas giratórias dianteiras que lhes permitam realizar manobras.

A higiene é muito importante em tudo o que tenha a ver com o bebê. Assim sendo, procurem os de assento removível e lavável para facilitar a limpeza.

Você por estar interessado

Semana 34: Compartilhando a alegria

É um bom momento para começar a informar-se sobre tudo o que se refere ao parto para tomar decisões conscientes e responsáveis sobre o nascimento do seu bebê.

Você pode deixar essa lista com alguém que se encarregue de avisar a todas as pessoas, assim, todos vão celebrar com você este momento tão especial da sua vida.

Seu corpo

  • Se esta difícil dormir uma noite inteira, experimente testar alguns conselhos simples: não tire sonecas à tarde, faça exercícios e mantenha-se bem hidratada. Além disso, evite o consumo de líquidos depois das 20 horas para não urinar com tanta frequência. Se não conseguir dormir, é melhor ler ou ver televisão e esperar que o sono volte.
  • Seu corpo suporta cada vez mais peso devido ao avanço da gravidez. Suas costas sofrem e isso provoca uma dor forte. Para isso, é recomendável um bom e relaxante banho de banheira.
  • Devido à pressão que o bebê exerce na sua pélvis, você tem a sensação de que ele desceu ainda mais.

Por outro lado, suas ansiedades e medos podem causar o aparecimento de dúvidas sobre o parto prematuro. Por isso, informe-se bem sobre quais são os sinais e sintomas deste parto:

  • Cólicas que se parecem às cólicas menstruais e que podem vir acompanhadas de diarreia, indigestão ou náuseas.
  • Um fluxo aquoso, de cor rosada ou café, acompanhada de um material mucoso.
  • Fluido amniótico saindo pela vagina.

Seu bebê

  • O bebê mede aproximadamente 43 cm e pesa ao redor de 2400g.
  • Ele se mexe bastante enquanto está acordado, mas, como os recém-nascidos, passa bastante tempo dormindo.
  • Os olhos do seu bebê agora ficam abertos enquanto ele está acordado e se fecham quando o pequeno dorme.
  • Seu sistema de imunidade está desenvolvendo defesas contra inúmeras doenças. Se for um menino, seus testículos já estão junto ao escroto.

Tentamos informar da forma mais precisa possível, mas tendo em conta que as taxas de crescimento e desenvolvimento da gestação são ocasionalmente diferentes para cada mulher, recomendamos que leia a semana exata de sua gravidez, também a semana antes e a semana depois. Em caso de dúvida, não hesite em contatar seu médico.

Você por estar interessado