Escolhendo o carrinho certo

O carrinho do seu bebê vai ser muito importante para vocês e para ele, afinal, será o meio de transporte dele e será muito útil para quando queiram sair, seja a passeio ou para resolver alguma demanda cotidiana. Confira alguns conselhos para lhe ajudar a escolher.

Quando saiam para comprar um, encontrarão uma grande variedade de modelos de diferente tamanhos, materiais, cores e peso. Com o passar do tempo, novos modelos vão surgindo para se adaptar as mais distintas necessidades, por isso é importante que vocês escolham o que melhor se adapte às suas e ao seu estilo de vida.

O principal que devem levar em conta é o uso que lhe darão e a idade do seu bebê. Por exemplo, para os recém-nascidos é preciso um que tenha um bom acolchoamento e possa reclinar, pois assim o pequeno estará mais protegido e cômodo.

Decidindo juntos


Vocês precisam analisar quais são as características que necessitam. Para decidir o tamanho levem em consideração o espaço que possuem em casa, os lugares onde costumam ir e o tamanho do bagageiro do seu carro. Se precisam subir e descer escadas, por exemplo, é melhor optar por um mais leve, geralmente feito de alumínio e se viajam de transporte público, uma boa opção são os que se dobram facilmente.

É certo que vão necessitar muito de um carrinho nos primeiros anos, assim que este deve oferecer segurança e comodidade não apenas para o bebê como também para os papais. Por este motivo, recomenda-se que olhem a qualidade e a resistência de cada carrinho. Os reclináveis são uma boa opção, já que podem ser adaptados de acordo com o crescimento do pequeno.

O mais importante: a segurança do bebê


Outro fator a levar em consideração é a segurança. Todo carrinho deve contar com um cinto de segurança para que não haja perigo do bebê cair ou deslizar. As rodas devem ter travas de segurança. Para um passeio suave e segura é aconselhável que disponha de uma base larga para dar estabilidade e rodas giratórias dianteiras que lhes permitam realizar manobras.

A higiene é muito importante em tudo o que tenha a ver com o bebê. Assim sendo, procurem os de assento removível e lavável para facilitar a limpeza.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado