Escolhendo o nome do bebê

Começar a pensar o nome do bebê é uma das atividades favoritas dos futuros pais. Falar sobre o tema e brincar com as variantes são formas de ratificar a alegria do momento que estão vivendo e sonhando com a criança .

Mesmo havendo casais que rapidamente e sem complicações escolhem um nome, em muitos casos o peso da decisão a ser tomada provoca dúvidas e receios. Afinal, o nome é o que primeiro identificará um bebê e o que o acompanhará durante toda sua vida.

As dúvidas dos pais


É lógico que vocês também se sintam indecisos. Algumas dúvidas frequentes são:


• Um nome ou dois?
• Um nome com um claro significado ou não?
• Um nome comum ou um nome original?
• Apego à tradição familiar ou ruptura?

Outra dúvida comum está entre escolher o nome antes do nascimento ou esperar para ver o bebê. Alguns casais consideram que ver o bebê será inspirador, enquanto outros preferem escolher de antemão e poder, dessa forma, chamá-lo por seu nome desde a barriga.

O nome é o que primeiro identificará o bebê e o que vai acompanhá-lo por toda sua vida.

A família opina

As conversas e discussões podem se tornar um pouco mais complicadas se também recebem a opinião de familiares. Seja pelo desejo de que você coloque o nome da avó que já se fora, ou apenas pelas reações diante seus nomes favoritos: “Malena? Mas isso não é um nome, querida, coloque Maria Helena!”.

Seja tradicional ou original, o importante é que você e seu par estejam contentes com a escolha. Os amigos e familiares podem opinar e sugerir, porém, a decisão final é de vocês. E não é uma decisão a ser feita às pressas: possivelmente seja a mais importantes que tomem para seu bebê.

As conversas e discussões podem se tornar um pouco mais complicadas se também recebem a opinião de familiares.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado