Guia para uma gravidez saudável

A gravidez é um período de muitas alegrias, mas também de dúvidas e até medo. Tudo isso é perfeitamente normal, é a criação de uma nova vida que mudará a de vocês completamente.

Durante a gravidez, o principal são os controles médicos periódicos que são recomendados assim que se confirma a feliz notícia. Neles, vocês terão a oportunidade de dissipar qualquer dúvida, por mais boba que seja. O obstetra está ali para isso e nunca é demais estar bem informado. A etapa em que seu bebê está mais indefeso é durante os primeiros meses de gravidez. É recomendado que você não faça viagens longas, não caminhe por vias muito irregulares ou pratique atividades físicas que exijam muito esforço.

As vacinas que a futura mamãe deve tomar durante a gravidez protegem o bebê de várias doenças.

As recomendadas são:

  • Vacina antitetânica
  • Vacina antidiftérica
  • Vacina antigripal

Não é conveniente que te deem nenhuma outra vacina, porém, em caso de dúvida, consulte o seu obstetra.

Medicação e gravidez

É muito difícil que um medicamento não afete o bebê. A partir dos 7 meses, é preciso evitar especialmente as gripes e resfriados, porque uma boa respiração é fundamental no momento do parto. Se você tiver que tomar qualquer medicamento, consulte seu médico primeiro.

A melhor maneira de manter o bebê e a mamãe saudáveis durante a gravidez é a partir de uma alimentação saudável. É fundamental que nesta etapa sejam consumidas grandes quantidades de ácido fólico, cálcio e ferro.

Durante a gravidez, há uma tendência de retenção de líquidos. Uma forma de desinchar as pernas e tornozelos é sentando e colocando os pés para o alto, apoiados sob uma almofada ou na parede, para melhorar a circulação.

Alimentos a serem evitados

Para uma gravidez e um bebê saudáveis, o consumo de álcool, tabado ou cafeína deve ser evitado. Estas substâncias são muito perigosas para o bebê. Quanto maior a quantidade ingerida pela mãe, maiores são as chances de que afetem o bebê. Isto pode produzir má-formações e deficiência mental, no caso do álcool, pouco peso e abortos espontâneos, no caso do tabaco.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado