Secreções vaginais na gravidez

A gravidez determina mudanças nas secreções vaginais regulares. O fluxo vaginal aumenta em volume e muda de consistência, tornando-se mais empelotado e menos transparente, já que se torna quimicamente mais ácido.

A existência de bactérias ao longo do canal da vagina é normal e, de fato, parte destas bactérias é responsável por evitar que outros germens possam chegar à vagina e útero.

A aparição de secreções vaginais com aparência gelatinosa rosada ou avermelhada, geralmente, indica a perda do tampão mucoso, que serve para manter à margem os germes da vagina. A perda desta substância é um sinal de dilatação do orifício cervical. O tampão mucoso pode ser perdido horas antes do parto ou, às vezes, dias antes.

A alteração no equilíbrio fino entre as diferentes bactérias que habitam a vagina, pode ter como resultado infecções e complicações no parto.

Diante da aparição evidente de sangue, de aumento do fluxo, de mudanças na cor ou no odor, de ardor ao urinar ou prurido vaginal (coceira na vulva) ou do períneo, você pode estar diante de complicações infecciosas e deve consultar um médico, já que a gravidez pode ser afetada.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado