Semana 01: O começo

Neste momento é difícil saber seu estado de gravidez. Lembre-se que a data provável de seu parto traz um erro de mais ou menos 2 semanas. O atraso na menstruação é notado depois das 4 semanas que seguem a anterior.

Os testes de gravidez não detectam este estado inicial. Por isso, o mais provável é que você esteja lendo isto por interesse próprio ou por já estar em um estágio avançado da gravidez. Em todo caso, se esta tentando engravidar, pode ser que você esteja mais observadora no que diz respeito ao seu ciclo menstrual e que, inclusive, conheça suas datas de ovulação.

Sobre o ciclo menstrual

A menstruação permite que o corpo da mulher se prepare todos os meses para uma eventual gravidez. Começa no primeiro dia da menstruação e dura em média 28 dias. Não obstante, alguns ciclos irregulares podem durar de aproximadamente 23 a 35 dias.

Este processo permite o desenvolvimento dos gametas, células sexuais que permitem a fecundação, e o corpo da mulher se prepara para uma futura gravidez.

Durante a menstruação, o organismo feminino libera o endométrio, cobertura vascularizada que reveste o útero, por meio do canal vaginal. Nem todos os ciclos menstruais da mulher são iguais todos os meses.

Estes podem ser:

  • Leves
  • Moderados
  • Abundantes


Durante o ciclo menstrual se podem distinguir dois momentos importantes: o primeiro deles se chama fase folicular, e o segundo se chama lútea; são separados pelo fenômeno da ovulação.

Quanto dura uma gravidez?

Suas 40 semanas de gravidez se iniciam oficialmente no primeiro dia de seu último período menstrual, ou seja, na realidade, começa antes da concepção. A cada semana deve-se calcular de acordo com o primeiro dia de seu último período menstrual, assim como com sua idade gestacional. Se esta esperando a concepção, siga sua vida habitual no que tange às tarefas, exercícios e dietas saudáveis. Além disso, ingira a dose recomendada de ácido fólico.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado