Semana 32: O oitavo mês

Junto ao seu médico, vocês estarão decidindo as melhores opções para o parto. Isso dependerá, em parte, da posição em que o seu bebê se encontra

96% dos bebês fazem uma apresentação cefálica (de cabeça) quando o trabalho de parto começa. Existem duas possibilidades na hora de dar à luz:

• Cesárea: se produz mediante um corte no abdômen (barriga) e no útero (matriz).
• Parto natural: ocurre quando a parturiente puxa para forçar livremente a saída do bebê.

Enquanto ao parto natural, existem duas possibilidades: que ele seja feito em uma maternidade ou em sua casa, a segunda opção é escolhida por aquelas mulheres que acreditam que sua casa é mais segura e especial que um hospital. Se você optar por ter seu bebê em casa, assegure-se de que há um hospital próximo, caso haja alguma complicação.

Seu corpo


• Pode haver um fluxo vaginal branco (leucorréia), que acontece devido à ação hormonal.
• Seu diafragma (músculo que separa o abdômen do tóxax e que serve no processo de respiração) está sendo pressionado pelo seu útero, o que dificulta a respiração.
• Tente sentar com a coluna reta e lembre-se de dormir com travesseiros debaixo das suas pernas. Ao elevá-las, você se sentirá muito melhor.
• É recomendável que você durma apoiando-se no lado esquerdo do seu corpo, para facilitar a circulação sanguínea.
• Não se assuste: lembre-se que o inchaço (edema) de seus pés é normal até o final da gravidez.

Seu bebê


• Seu bebê agora mede cerca de 40 cm e pesa ao redor de 2200g.
• Seu cabelo e unhas já estão claramente visíveis.
• Sua reação aos estímulos aumenta consideravelmente.
• Um bebê nascido nessa semana tem grandes chances de sobreviver.
• A estrutura pulmonar está definitivamente maturada, só falta produzir mais surfactante e que a qualidade dessa substância seja cada dia melhor.

Tentamos informar da forma mais precisa possível, mas tendo em conta que as taxas de crescimento e desenvolvimento da gestação são ocasionalmente diferentes para cada mulher, recomendamos que leia a semana exata de sua gravidez, também a semana antes e a semana depois. Em caso de dúvida, não hesite em contatar seu médico.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado