Semana 33: Planos para o nascimento

É um bom momento para começar a informar-se sobre tudo o que se refere ao parto para tomar decisões conscientes e responsáveis sobre o nascimento do seu bebê.

Lembre-se que são decisões importantes e devem ser tomadas com calma e tempo, porém, deixe abertas as opções, já que o momento do parto e todos os sintomas podem fazer com que você mude de opinião. Pense sobre o que quer quanto às anestesias e ao local do parto e se quiser que alguém te acompanhe no grande momento.

Sobre o parto

  • Se você optar pelo parto natural, pode escolher fazê-lo com ou sem anestesia, que evitam o sofrimento do parto.
  • A epidural ou peridural é um anestésico local que permite ter um parto indolor. Se constutui em uma técnica cujo objetivo é suprimir a dor abdominal e pélvica na hora do parto. A mãe continua completamente consciente e vive com intensidade o nascimento do bebê. Além disso, a epidural permite uma melhor dilatação do colo uterino, diminuindo a intensidade das contrações relaxando o músculo do útero. Diminui também as probabilidades de partos complicados (distócicos) e casos de sofrimento fetal.

Outras alternativas podem ser praticadas no parto, como por exemplo:

  • Bloqueio paracervical: consta em duas injeções no colo do útero.

Seu corpo

  • Tente seguir uma dieta saudável e nutritiva, lembre-se que no final da gravidez você pode aumentar quase 500 gramas por semana.
  • Alterações das articulações e a preparação para o parto podem ocasionar dores no púbis (osso da pélvis) e no cóccix (osso que fica no final da coluna cerebral, perto do ânus).
  • Tente não abandonar os exercícios físicos, talvez você se sinta mais confortável fazendo-os na piscina ou praticando apenas exercícios de relaxamento.
  • Sua atitude se vê efetada pela proximidade do parto. Você com certeza se sente ansiosa e deseja que o tempo passe mais rápido.

Seu bebê

  • Seu bebê agora tem 40 cm e pesa mais ou menos 2.300g.
  • A gordura que cresce por debaixo dos tecidos faz com que a cor da pele dele mude de avermelhada para rosada.
  • Está se preparando para a vida fora do útero e acumulando reservas de ferro no fígado.

Tentamos informar da forma mais precisa possível, mas tendo em conta que as taxas de crescimento e desenvolvimento da gestação são ocasionalmente diferentes para cada mulher, recomendamos que leia a semana exata de sua gravidez, também a semana antes e a semana depois. Em caso de dúvida, não hesite em contatar seu médico.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado