Semana 36: Logo chegará o bebê

As consultas com seu médico serão feitas semanalmente de agora até a hora do parto. Por outro lado, alarmes falsos podem acontecer.

Para não sair correndo por contrações sem importância, é bom que você comece a reconhecer as contrações verdadeiras e a frequência com que elas aparecem:

  • As contrações que alertam sobre o trabalho de parto são muito regulares e se produzem a cada dois ou três minutos, chegando a durar aproximadamente 90 ou 120 segundos cada uma.
  • São dolorosas e geralmente estão associadas à expulsão do tampão mucoso (fluxo gelatinoso, muitas vezes manchado de sangue) e a uma pressão na zona vaginal.
  • A dor acalma entre as contrações. Nessas pausas, você pode realizar exercícios respiratórios profundos e relaxar seus músculos para aguentar melhor a próxima contração.

Seu corpo

Se você for uma mamãe de primeira viagem, o bebê pode descer até o orifício da pélvis, diminuindo a pressão que você sentia e consequentemente melhorando a sua respiração. Em contrapartida, os desejos de urinar são mais frequentes devido à compressão da bexiga.

Seu bebê

  • Seu bebê mede 47 cm e pesa ao redor de 2700g.
  • O cabelo e unhas cresceram bastante durante esse tempo. Para evitar que o pequeno machuque a sua delicada pele, é recomendável cortar as unhas logo depois do nascimento.
  • A gordura que vai se acumulando por debaixo da pele agora forma dobras, que vão dar um aspecto gordinho ao recém-nascido.
  • O espaço para mover-se dentro da barriga diminuiu muito, mas ainda sim deve haver movimento. Se você notar a ausência de movimentos ou uma súbita intensidade contínua deles, ligue para o médico para que ele possa te examinar e descartar possibilidades de complicações.
  • É recomendável que entre essa semana e a semana 37 você realize exames para detectar o estreptococo do grupo B (EGB), devido à alta taxa de mortalidade causada por essa bactéria.

Tentamos informar da forma mais precisa possível, mas tendo em conta que as taxas de crescimento e desenvolvimento da gestação são ocasionalmente diferentes para cada mulher, recomendamos que leia a semana exata de sua gravidez, também a semana antes e a semana depois. Em caso de dúvida, não hesite em contatar seu médico.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado