Varizes na gravidez

Na gravidez, pode ocorrer a dilatação de algumas veias, ou, inclusive, a piora das existentes. Existem algumas medidas preventivas para que suas pernas continuem saudáveis antes e depois do parto.

Há uma etapa na gravidez nas quais as consultas são necessárias não somente com o obstetra. Seu corpo vai sofrer muitas mudanças e várias especialidades da medicina poderão te ajudar na prevenção de algumas consequências da gestação. Um assunto frequente nas consultas é a aparição das varizes.

O que são as varizes?


As varizes são a dilatação permanente e patológica das veias que se produzem por vários fatores, mas principalmente pela predisposição hereditária.

As veias durante a gravidez


A placenta é um órgão venoso e, durante a gravidez, todas as veias do organismo estão dilatadas ao máximo, o que produz um aumento do fluxo sanguíneo. Outros fatores que influenciam negativamente a formação das varizes são os hormônios e o ganho de peso. Além disso, o avanço da gravidez produz uma compressão do útero, o que diminui a circulação venosa das pernas.

Para prevenir


Para evitar a aparição de varizes durante a gravidez, leve em conta as seguintes recomendações:


  • Consultar um médico Angiologista.
  • Usar meias-calças de compressão
  • Fazer atividades físicas.
  • Elevar as pernas ao descansar.
  • Não ficar em pé por muito tempo.
  • Usar sapatos confortáveis.

Caso ocorra a aparição de vazinhos, a melhor solução é uma consulta com o especialista, já que durante a gestação não é aconselhável iniciar nenhum tratamento sem indicação. Apesar disso, uma solução para grávidas (com ou sem varizes) que não apresentam contraindicações são as meias-calças de compressão, normalmente indicadas pelo médico angiologista. O uso desta peça diminuirá as chances de que as veias fiquem dilatadas após a gravidez. Outra vantagem que essas meias apresentam é a redução de estrias, já que elas sustentam a barriga com firmeza.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado