O que é o puerpério?

Nasceu o seu bebê e você está encantada. Está atenta para protegê-lo e dar tudo o que necessite. Do que talvez não esteja consciente é da transformação pela qual está passando o seu corpo e sua mente.

Após o parto, iniciou-se um período que se estende de 45 a 60 dias chamado puerpério (em mulheres que amamentam por um longo tempo, o puerpério pode durar um pouco mais). Durante este período, o seu corpo sofre transformações anatômicas e funcionais progressivas iniciadas depois do parto. É um ciclo no qual as mudanças causadas pela gravidez devem ser restituídas ao seu estado anterior de não-grávida. Todas estas transformações não se limitam às funções fisiológicas e endocrinológicas (hormonais). Também afetam o seu emocional.

Do ponto de vista fisiológico, o esforço que o seu organismo deve realizar nas primeiras 24 horas depois do parto se concentra na retração (definitiva) e na contração (temporária) da fibra muscular uterina. É tanta a mudança sofrida pelo seu útero após dar a luz que enquanto no final da gestação media 32 centímetros ao nascer o bebê mede apenas 7. Também diminui o seu peso: de 1,5 quilos, o útero volta a pesar 60 gramas.

Depois do parto, continua perdendo pequenas quantidades de sangue, eliminadas pela genitália. Nem a retração nem a contração do útero são totais, dessa forma, continuará por vários dias perdendo sangue acompanhado de decíduas esponjosas (membranas ovulares). Trata-se de um 500 cc de sangue.

A tensão arterial e a frequência cardíaca, no entanto, mantêm-se dentro dos parâmetros normais. A temperatura no terceiro ou quarto dia experimenta uma elevação pelo aumento do metabolismo mamário (pela “redução do leite”). Este aumento não deve durar por mais de 24 horas.

Além do mais, desaparece a pigmentação cutânea, as estrias mudam da cor avermelhada para um tom perolado. E a parede abdominal fica flácida, mas não se preocupe, com o passar do tempo voltará ao normal. Do contrário, com academia, de pouco a pouco, o abdômen recuperará a sua tonicidade.

Finalmente os órgãos digestivos voltam a sua posição de antes e retomam à sua fisiologia. É normal que nos primeiros dias após o parto sofra um pouco com constipação, a qual – geralmente – é solucionada de forma espontânea. Recomenda-se uma dieta leve com alimentos que ajude na evacuação. Entre 10 e 12 dias o útero volta à posição intrapélvica.

Durante os 25 dias posteriores ao parto, o endométrio (mucosa que cobre o interior do útero) vai cicatrizando de forma natural e, com o passar das semanas, vai recobrando a espessura.

Entre os 30 e 45 dias pode reaparecer a ovulação. No caso de não haver fecundação, reaparece a menstruação. Se está decidida a amamentar o seu bebê por um longo período e de modo bastante ativo, notará que o seu puerpério pode durar por mais de 45 dias e, inclusive, atrasar o retorno do ciclo sexual normal (menstruação).

Você por estar interessado

Sintomas de que o parto está próximo

O sinal que melhor indica o momento do parto é o começo das contrações. No entanto, existem alguns outros sintomas que podem alertar sua aproximação.

Sensação de que o bebê está mais para baixo: ao preparar-se para o canal do parto, o bebê desce e pressiona o púbis. Isto pode ocorrer semanas ou momentos antes do parto.

Aumento das secreções vaginais: pode ser transparente, rosado ou com rastros de sangue. É a perda do tampão mucoso, que pode ocorrer alguns dias ou horas antes do parto.

Rompimento da bolsa: é a descarga do fluxo aquoso da vagina, um líquido quente que corre pelas genitais. Isto pode ocorrer várias horas antes das dores do parto.

Quando ligar para o seu obstetra?



  • Sempre que a bolsa de água romper, inclusive se você não tiver dores, nem contrações.
  • Se o bebê parou de se mexer na barriga.
  • Se houver hemorragia vaginal distinta das secreções com rastros de sangue.


Se você não tiver nenhum destes sintomas, o método para identificar o momento de ligar para o seu médico é calcular o tempo entre uma contração e outra. Também se as contrações são intensas e regulares, se o intervalo entre uma e outra vai diminuindo e se movimentar ou mudar de posição não aliviar a dor. Mas fique tranquila, há tempo: do trabalho de parto até o nascimento podem passar de 8 a 12 horas.

Você por estar interessado