Parto em casa: o papel do obstetra

O obstetra é quem fornece o saber médico e técnico, assim como equilibro e paciência.

O médico obstetra trabalha em equipe junto à parteira, seu trabalho consiste em entender a fisiologia do parto para saber atuar oportunamente quando se produz um imprevisto.

O obstetra chega ao lar quando convocado pela futura mãe ou, na maioria das vezes, pela parteira – que indica que o trabalho de parto já se encontra avançado. O médico leva instrumentos mínimos para dar assistência, um pequeno aparelho portátil de monitoramento eletrônico e/ou tubos de oxigênio, no caso de suturar um rasgo ou fazer uma episiotomia se houver necessidade. O restante dos materiais necessários já está na casa, comprados pelos pais por indicação do médico.

O profissional que assiste a um parto em casa deve estar atento a todas as possíveis complicações enquanto acompanha a futura mãe. Estar fora do hospital implica um compromisso emocional e sério.

As futuras mães que optam pelo parto em casa, não negam os avanços da tecnologia, mas, sim, o uso indiscrimidado dela. Querem um médico que atenda, aceite e acompanhe suas escolhas para o parto.

Você por estar interessado

Parto de múltiplos

O parto de múltiplos é mais complexo que o de um só bebê. Entretanto, se a gravidez for controlada de forma sistemática por médicos especializados, a maioria das possíveis complicações pode ser previstas.

A forma em que o parto será realizado depende de vários fatores, tais como a quantidade de bebês que vai nascer, a posição em que eles se encontram, a idade gestacional e o estado de saúde da mãe e dos seus bebês.

  • Um parto múltiplo é atendido por uma equipe médica mais numerosa que um parto único, por isso o mais provável é que ele ocorra no na sala de cirurgia, e não na sala de parto. Nesse local os médicos contam com todo o necessário para atender qualquer imprevisto que possa acontecer.
  • Em partos múltiplos costumam participar, além do obstetra, um anestesista e um neonatologista, que examina os bebês no momento do nascimento.
  • Um dado importante é que, quando se espera mais de um bebê, não é aconselhável planejar um parto domiciliar.
  • É provável que durante o parto você fique conectada a um monitor fetal, que auxilia o médico a controlar o progresso de cada bebê.
  • Em uma gestação de gêmeos, no geral, os bebês são menores e pesam menos do que um bebê que não teve que compartilhar o espaço do útero e isso facilita o seu nascimento via parto vaginal. O intervalo entre o nascimento de um bebê e outro em um parto normal é inferior a uma hora. Caso a cesária seja necessária, os bebês nascerão em intervalos de poucos minutos.
  • Um terço dos partos de gestações de múltiplos acontece de forma prematura. Se o parto se adianta, os bebês serão controlados detalhadamente para detectar possíveis sinais de sofrimento. Alguns bebês prematuros necessitam ser levados de imediato a unidade de cuidados intensivos para receber cuidados especiais.

Você por estar interessado