Bebês prematuros: o que você precisa saber

Estudos recentes indicam que no sangue do cordão umbilical do recém-nascido se encontra uma grande quantidade de células-tronco, as quais podem servir, por exemplo, para o tratamento de muitas doenças.

Uma primeira aproximação para compreender melhor as questões gerais do mundo mais delicado e pequeno de todos.

Quando se considera que um bebê é prematuro?

Todos nós sabemos que um bebê prematuro é aquele que nasce antes do esperado, ainda que às vezes seja difícil precisar exatamente quando isso acontece. Neste caso, nada melhor que se organizar pelas semanas da gestação para ser específico e assim diferenciar um bebê prematuro do que nasce no tempo esperado.

Bebês e semanas

  • Bebê prematuro: nasce antes da 37ª semana da gestação.
  • Bebê a termo: nasce entre a 37ª e 42ª semana da gestação.
  • Bebê pós-termo ou pós-maduro: nasce depois da 42ª semana da gestação.

Entre os bebês prematuros, existe outra classificação dada a partir da semanas e do peso. Os especialistas lhes ajudam a compreender a cada uma das situações.

Grupos de bebês prematuros. Semanas e peso.

  • Moderadamente prematuro: nascem entre a 35ª e 37ª semana.
    Peso: entre 2.000 e 3.000 gramas.
  • Muito prematuro: entre a 30ª e 34ª semana.
    Peso: entre l 1.000 e 2.500 gramas.
  • Prematuros extremos: entre a 26ª e 29ª semana.
    Peso: entre 750 e 1.200 gramas.
  • Micro-prematuros: nascem antes da 26ª semana da gestação.
    Peso: menos de 750 gramas.

Um ótimo crescimento

As possibilidades de sobrevivência, tendo em conta todos os cuidados especiais que requerem estes pequenos, são mais favoráveis quanto mais tempo esteve o bebê dentro da barriga da mãe. Isto se dá porque quanto maior for o tempo de permanência, maior serão possibilidades de desenvolvimento e mais maduros estarão os órgãos e as funções, o que evita complicações físicas inclusive no futuro.

É preciso ter em mente que o bebê deveria alcançar um completo desenvolvimento, afinal, o maior crescimento se dá nas últimas 8 semanas de gravidez (entre a 35ª e 42ª semana). É quando também ganham peso.

Atualmente, graças aos avanços tecnológicos, científicos e de assistência ao recém-nascido, a taxa de sobrevivência entre bebês prematuros aumentou, sendo bastante positiva.

As estatísticas mostram que ao menos 90% dos bebês que nascem na 28ª semana (prematuro extremo) sobrevive e que somente 5% são classificados no grupo de micro-prematuros.

A pergunta de todas as mães: “Quando poderei levar o meu bebê para casa?”

Todos os bebês prematuros necessitam atenção médica especial numa unidade de cuidados intensivos neonatal. Ficam internados até poderem respirar sem ajudam, chegar ao peso adequado, manter a temperatura do corpo e se alimentar por sucção. O tempo depende então de cada bebê e pode demorar desde semanas a meses, tudo para que ele fique bem e tão lindo como no dia em que nasceu.

Você por estar interessado

Suas primeiras roupinhas

Nem mesmo divulgaram a boa notícia e, provavelmente, você ou o papai já foi correndo comprar uma linda camisetinha para o futuro bebê. Comprar as novas roupinhas é uma das atividades preferidas do casal grávido.

O recomendável é que não comprem muita roupa, principalmente porque não sabem quanto pesará o bebê ao nascer. É melhor ter cinco ou seis mudas para recém-nascidos e, depois, se necessário, comprar mais, porque os bebês crescem muito rápido e em questão de semanas a roupinha já não lhes servirá mais. Vão notar que às vezes aquela roupa maravilhosa que compraram há poucos dias, já não serve mais.

Escolhendo a roupa certa

As vitrines estão cheias de roupa desenhadas para o bebê. No entanto, deixando a parte estética e de marca de lado, o importante é ver a temperatura, o material e a qualidade das roupas, também se é confortável e prática no uso. É recomendável que antes de usá-las pela primeira vez, sejam lavadas com sabão neutro e secas ao sol para que não carreguem perfumes ou adereços que possam irritar a pele do bebê.

Roupas para cada estação

Se o seu filho nascerá no outono ou no inverno, o ideal é vesti-los com macacões de algodão, camisetinhas com abertura nos ombros e meias. Para sair na rua, se estiver muito frio, um macacão de algodão com capuz e cobertores polares ou de lã sem pêlo são uma boa opção. Não é recomendável vesti-lo com roupas de lã porque podem pinicar e causar irritação. De modo geral, podem utilizar coletes sobre a roupa de algodão, pois são práticos e ajudam a mantê-los quentinho.

Se o seu filho nascerá na primavera ou no verão, o ideal é que a roupa seja de algodão fresco e sem mangas, como os macaquinhos que são práticos e fáceis de lavar. Um casaquinho leve e um boné/chapéu para o sol, pois serão importantes em caso de frio ou calor.

Se te derem muitas roupas antes do parto ou nas primeiras visitas, o aconselhável é que as guarde com etiquetas, assim terá a possibilidade de trocá-las por um número maior quando precisarem.

Você por estar interessado