Primeiros passos: o bebê se põe de pé

Primeiros passos: o bebê se põe de pé

O pequeno está crescendo mais rápido do que imaginavam. Com medo, verão como ele é capaz de buscar apoio para se levantar e se manter de pé. Trata-se do início de uma importante etapa que o levará a dar os seus primeiros passos.

O comportamento dos nossos filhos é a prova mais concreta do seu nível de desenvolvimento. Ainda que não exista uma idade “normal” para certas conquistas, calcula-se que o bebê tentará a se pôr de pé por volta dos 8 meses.

Um meio para um fim

Qualquer móvel da casa, as barras do berço, ou inclusive os seus braços ao segurá-lo, serão um meio ideal para que o seu pequeno o utilize como ponto de apoio para ficar de pé. Tentará conseguir de várias maneiras, seja para pegar um brinquedo, alcançar o irmãozinho ou tocar no que não deve. Por este último motivo, já não terá que somente tirar os objetos em que possa bater enquanto engatinha como também guardar aqueles que estejam ao seu alcance e que sejam perigosos.

O equilíbrio, bendito tesouro

Para que o bebê possa se manter de pé por conta própria, além de estar motivado e com vontade de pegar em diversos objetos, deverá cumprir estes requisitos físicos:

  • Ter força nas pernas e no tronco
  • Ter estabilidade

No entanto, quando finalmente consiga se manter em pé, o medo de cair não demorará. A melhor maneira de ajudá-lo será lhe mostrando como dobrar os joelhos para se sentar. Também é importante que o elogiem e o premiem a cada nova conquista.

Questão de prática

Existem varias maneiras de estimular a capacidade psico-motora da criança. Neste caso, para que consiga parar e se manter em pé, seguem algumas dicas de como podem contribuir para fortalecer as pernas do bebê:

  • Coloquem brinquedos sobre um móvel baixo sem quinas
  • Ofereçam seus dedos para que ele agarre e possa utilizá-los como apoio para ficar de pé e se sentar.
  • Coloquem um brinquedo firme e alto para que o utilize como apoio
  • Brinquem de colocá-lo em pé e pulando sobre seus joelhos

Você por estar interessado

Cuidados na cozinha

A criança pegará tudo o que esteja ao seu alcance, mesmo que não saiba do que se trata. Por este motivo, é importante que os pais ajudem a evitar acidentes na cozinha.

Os acidentes domésticos são bastante comuns nesta fase. A criança quer explorar tudo e não tem noção do perigo. Sendo assim, é importante que levem em conta estas recomendações que evitarão acidentes na cozinha:

  • Os cabos das panelas devem estar sempre para dentro.
  • Cozinhem com as bocas de trás. Tirem os fósforos e isqueiros do seu alcance.
  • Coloquem proteção na porta do forno para evitar que o abra e se queime.
  • Não deixem elementos cortantes ou pontiagudos ao alcance do pequeno.
  • Não deixem alimentos ou líquidos quentes sobre a mesa. A criança pode derramá-los e provocar queimaduras graves.
  • Não deixem elementos pesados na beira da mesa como panelas, eletrodomésticos, etc. A criança pode puxá-los e acabar caindo em cima dela.
  • Não deixem alimentos crus ao alcance.
  • Não atendam ao telefone ou a campainha quando estiver cozinhando, a menos que seja extremamente necessário. O menor descuido pode dar lugar a um acidente.
  • Tirem os produtos de limpeza que estejam ao alcance da criança. Nunca guardem substâncias químicas em garrafas de refrigerante (querosene, água sanitária, etc). Também evitem as garrafas de vidro.
  • Fechem o registro do gás quando não o estejam utilizando, já que é comum que as crianças brinquem com os puxadores do fogão.

Você por estar interessado