Primeiros passos: o bebê se põe de pé

O pequeno está crescendo mais rápido do que imaginavam. Com medo, verão como ele é capaz de buscar apoio para se levantar e se manter de pé. Trata-se do início de uma importante etapa que o levará a dar os seus primeiros passos.

O comportamento dos nossos filhos é a prova mais concreta do seu nível de desenvolvimento. Ainda que não exista uma idade “normal” para certas conquistas, calcula-se que o bebê tentará a se pôr de pé por volta dos 8 meses.

Um meio para um fim

Qualquer móvel da casa, as barras do berço, ou inclusive os seus braços ao segurá-lo, serão um meio ideal para que o seu pequeno o utilize como ponto de apoio para ficar de pé. Tentará conseguir de várias maneiras, seja para pegar um brinquedo, alcançar o irmãozinho ou tocar no que não deve. Por este último motivo, já não terá que somente tirar os objetos em que possa bater enquanto engatinha como também guardar aqueles que estejam ao seu alcance e que sejam perigosos.

O equilíbrio, bendito tesouro

Para que o bebê possa se manter de pé por conta própria, além de estar motivado e com vontade de pegar em diversos objetos, deverá cumprir estes requisitos físicos:

  • Ter força nas pernas e no tronco
  • Ter estabilidade

No entanto, quando finalmente consiga se manter em pé, o medo de cair não demorará. A melhor maneira de ajudá-lo será lhe mostrando como dobrar os joelhos para se sentar. Também é importante que o elogiem e o premiem a cada nova conquista.

Questão de prática

Existem varias maneiras de estimular a capacidade psico-motora da criança. Neste caso, para que consiga parar e se manter em pé, seguem algumas dicas de como podem contribuir para fortalecer as pernas do bebê:

  • Coloquem brinquedos sobre um móvel baixo sem quinas
  • Ofereçam seus dedos para que ele agarre e possa utilizá-los como apoio para ficar de pé e se sentar.
  • Coloquem um brinquedo firme e alto para que o utilize como apoio
  • Brinquem de colocá-lo em pé e pulando sobre seus joelhos

Você por estar interessado

O quarto do bebê

Passaram os primeiros meses de vida e decidiram que é hora do bebê ter o seu próprio quarto. Saibam tudo o que é preciso para que a decoração infantil não afete o sono do seu filho e que seja um espaço seguro

O quarto das crianças é um espaço pessoal e ali passarão várias horas por dia.

A possibilidade de dar ao seu bebê o seu próprio dormitório tem duas principais vantagens:

  • Favorece a independência da criança.
  • Os pais recuperam o seu próprio espaço.

No entanto, entre tantas opções para decorar espaços infantis não devemos deixar de lado que o quarto será basicamente um lugar de descanso.

Por esta razão, o ideal é que este ambiente seja:

  • Aconchegante
  • Estimulante
  • Seguro
  • Agradável
  • Funcional

Sobre as cores

A decoração e as cores influenciam diretamente no sono das crianças. Uma má escolha pode gerar pesadelos noturnos, principalmente entre os dois e cinco anos de idade. O melhor então é optar por tons pastéis.

Sobre a iluminação

Recomenda-se utilizar uma iluminação indireta e suave para que ajude a conciliar o sono do bebê e não o deixe alterado quando acordar ou quando requeira atenção durante a noite. Um ponto importante na escolha dos artefatos de luz é a segurança.

Não é indicado o uso de luminárias de pé, já que se transformam em riscos para o primeiro mês do bebê. No caso de usar abajur, deve estar longe do alcance das crianças e com o fio oculto. É preciso prever que as lâmpadas fixas, tanto as que ficam pregadas na parede quanto as penduradas no teto, não podem ser alcançadas se a criança se coloque de pé na cama ou numa cadeira.

Sobre os móveis infantis

É bom contar com uma poltrona ou cadeira de balanço nos primeiros meses, seja para descansar, dormir ou alimentar o bebê.

Ao que se refere ao berço, quando o bebê já tenha um ano de idade, não esqueçam de controlar a altura das barras, pois se chega a altura do abdômen, a criança pode cair.

Cantinho dos jogos

Quando já estejam maiores, pode-se preparar um cantinho dentro do quarto para os jogos. Mas o recomendável é que os brinquedos não invadam todo o dormitório.

Você por estar interessado