Anemia na gravidez

É produzida quando os glóbulos vermelhos são insuficientes devido à falta de ferro. Ainda que não afete o bebê, pode influenciar em sua saúde, provocando cansaço, tonturas e debilidade muscular.

Durante a gravidez, você não vai precisar adquirir os nutrientes necessários somente para você, mas, também, para a pessoinha que cresce em sua barriga e que necessita deles para desenvolver-se.

Seu bebê vai receber sua comida e oxigênio por meio do seu sangue, portanto, seu corpo vai necessitar produzi-lo cada vez mais. Para que isto seja possível e você tenha todos os componentes que ambos necessitam, é muito importante o consumo de ferro.

A anemia é produzida quanto este mineral não é suficiente, produzindo uma insuficiência de glóbulos vermelhos em seu corpo ou na quantidade de hemoglobina que os glóbulos contêm.

No geral, esta insuficiencia não afeta seu bebê, mas, sim, você, pois ele consumirá todos os nutrientes que necessita do seu corpo e você ficará desprotegida, sofrendo consequências como:

• Cansaço
• Debilidade muscular
• Dores de cabeça
• Falta de apetite
• Tontura
• Sensação de falta de ar
• Zumbido nos ouvidos
• Inchaço

Se estiver em um grau já avançado, seu bebê pode sofrer com alguns impactos, como o parto prematuro ou pouco peso ao nascer, já que ele não receberá todo o oxigênio que necessita. Durante seus primeiros meses, também deverá receber grande quantidade de ferro, presente no leite materno, para recuperar suas reservas e não ter insuficiência desse elemento.

O que fazer?

É importante que durante a gravidez você consuma o dobro deste nutriente para assegurar seu bem-estar e do seu bebê. O ferro pode ser encontrando, principalmente, nas carnes vermelhas. Também está presente em mariscos, aves, cereais enriquecidos com ferro, aveia, verduras de folha verde e frutas secas, porém, destes alimentos o corpo absorve o mineral em menor quantidade.

No caso de necessitar um reforço, há suplementos adicionais que não são prejudiciais ao seu bebê e que te ajudam a aumentar a quantidade de ferro em seu corpo, mas podem produzir constipação. Para revertê-la, pode comer fibras e beber muito líquido.

Consumir vitamina C também te ajuda a prevenir a falta de ferro, pois auxilia seu corpo a assimilar melhor estes componentes dos alimentos. Seus níveis de ferro serão controlados em suas consultas médicas, mas, diante da presença de qualquer sintoma, consulte seu médico que, por meio de um exame de sangue, vai te indicar corretamente o que se pode e deve ser feito.

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado