Como evitar estrias na gravidez?

As estrias são um problema comum durante a gravidez. Com cremes e massagens, você pode combater sua presença no abdômen, no peito, nos quadris e nas coxas.

As estrias são um problema comum durante a gravidez. Com cremes e massagens, você pode combater sua presença no abdômen, no peito, nos quadris e nas coxas.

Durante a gestação, o corpo da futura mãe sofre muitas transformações, tanto pelas mudanças hormonais como pelo aumento de peso. As mudanças estéticas incluem o aparecimento de estrias, que desaparecem principalmente após o parto.

Marcas na pele

As estrias ocorrem quando as fibras de elastina da derme se rompem. Embora existam peles mais resistentes do que outras, o aumento do volume abdominal devido à gravidez facilita a aparência dessas marcas na pele.

Hidratação

Quando a gravidez é confirmada, é importante manter a pele:

• Nutrida

• Hidratada

• Elástica

Entre os cremes hidratantes recomendados neste período estão aqueles que possuem essências naturais que carregam vitamina A e E. Outro ponto a ter em mente é a alimentação, pois é muito importante quando se trata de manter a pele em boas condições.

Com massagens é melhor

O ideal é colocar os cremes duas vezes ao dia, por exemplo, de manhã e de noite. Recomenda-se fazê-lo com movimentos ascendentes e circulares. Também é bom fazê-lo penetrar suavemente pressionando com os dedos.

Após o parto

Geralmente, as estrias aparecem como linhas avermelhadas ou cor-de-rosa e, quando são mais velhas, atingem uma cor branca. Essas marcas geralmente não são apagadas quando elas aparecem, mas há maneiras de disfarçar sua presença através de alguns tratamentos. Dependendo da cor e intensidade das estrias, o especialista decidirá qual procedimento é o melhor.

As opções atuais atuam da seguinte forma:

• Estimulando as células produtoras de pigmento

•  Restaurando a elasticidade da pele e estimulando a produção de colágeno

Você por estar interessado

Prurido (comichão)

A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

Prurido (comichão)



A barriga coça? Novamente, a alteração hormonal produzida durante a gravidez é a culpável. É normal que isso aconteça, mas é sempre melhor verificar com seu médico.

O prurido na pele é comum na gravidez. Sua pele está mais seca e geralmente pode causar a coceira. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas especialmente na pele do abdômen e principalmente nas estrias que parecem progredir na gravidez. Você também pode ter prurido ao redor dos tornozelos que está ligada as alterações nas veias das pernas. De qualquer forma, é um prurido leve que não a deixar acordar na noite e raramente deixa marcas de se ter coçado.

O prurido cede com a aplicação de loções hidratantes, mas você deve consultar com seu médico ou dermatologista para saber o que você não pode usar.

Em outros casos, o prurido pode ser devido a infestações parasitárias, tais como escabiosis (sarna), doenças hepáticas como cirrose biliar primária ou colestase gravídica, doença renal, tireoidea ou cutânea. Em geral, nestes casos, o prurido pode ser muito intenso, especialmente nas palmas e nas plantas do pé, chegando a acordá-la na noite ou não a deixar dormir. Isso também causa uma comichão tão intensa que deixa marcas. Com qualquer uma dessas últimas características, é importante consultar com o médico.

Você por estar interessado